O poema é o nude da alma.

sábado, 12 de dezembro de 2015

Amadeo Modigliani

Teu corpo é poesia
Dividida em quatro estrofes
Leio teus lábios gravados no meu
Carimbo o nosso amor sobre teus seios
Leio os pêlos no traço do teu prazer
Minha língua reescreve a paixão nas tuas coxas
Derramas em mim o sumo da tua alma
Despida do verbo carne


19 novidades:

Andre Mansim disse...

Lindo poema! Um corpo descrito em estrofes bem pensadas e inspiradas!

Cn Nous disse...

Gosto desse teu amor que dá cor as palavras, essa intensidade nos teus versos é apaixonante. Eu gosto de ti, gosto da tua seriedade poética.
Saudações e alegrias por estes dias de vida e festas.

Laura Santos disse...

O corpo faz-se poema na hora do amor.
Achei excelente essa imagem de divisão do poema/corpo em quatro estrofes, e a beleza de uma alma que sobre ele se derrama.
Muito belo, Lu! Tal como a escolha de Modigliani.
xx

Carolina Hermanas disse...

Essa foi a poesia mais erótica-não-erótica que já li.Apesar do erotismo, consigo entender a delicadeza das palavras :)
Parabéns pelo dom <3

Beeijos :)
http://carolhermanas.blogspot.com.br/

Flá Costa * disse...

O poema é lindo, mas só o título dele já bastava. "O poema é o nude da alma". E digo mais: dos mais bonitos!
;)

Carolina Botelho disse...

Belíssima poesia, me passou verdade, gostei :)

Bandys disse...

Simplesmente lindo!
Amei!
beijos

Larissa Fonseca disse...

Belíssimo, belíssimo...!

Fábio Murilo disse...

Poema erótico escrito com elegância e delicadeza como deve ser no trato com o corpo. Muito bom! Gostei! Beijos!

Ariana Coimbra disse...

Poema no mínimo provocante!
Gostei das linhas bem construidas.

Beijo

Lu Nogfer disse...

Lindo e sensual parabens Lu.
Feliz natal e um novo ano repleto de felicidades a você e todos os seus.
Beijos.

Erica Ferro disse...

Só uma palavra: perfeição.

Matou a pau. Sem mais. O título é genial e o poema é repleto de verdade e de uma beleza singela e ao mesmo tempo forte.

Blog || Fan Page

Bandys disse...

Nunca permita que alguém corte suas asas, estreite seus horizontes e tire as estrelas do teu céu. Nunca deixe seus medos serem maiores que a tua vontade de voar. O valor da vida está nos sonhos que lutamos para conquistar.
Que o novo ano nasça desenhando, bordando e realizando nossos desejos, aventuras e claro nossos sonhos.
Que chegue novinho, recheado de calor, enfeitado de flor e com nuvens de amor.
Um ano novinho em folha. Um ano abençoado!

Helen disse...

Maravilhosa, você, sua poesia e essas imagem.

Obrigada por esta contemplação.

Aline Goulart disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Goulart disse...

Olá, tudo bem?
O Bordando Palavras ficou temporariamente fechado, mas está de volta com novo link e outras pequenas mudanças.
Portanto, para receber as minhas postagens, tu deves atualizar o meu link no seu blog.
Belíssima a sua postagem. A poesia está no olhar de quem enxerga algo com muito amor.
Beijinhos.

Carol Russo S disse...

Não poderia ter dado título melhor, Lu! É claro, sensacional. Só li linhas de amor.

Amanda Souza disse...

Que lindo! Pequeno, mas de uma intensidade inspiradora.

Beijinhos

Marta Moura disse...

Belíssima pintura. Modigliani era um dos meus preferidos!

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket