Desconectados.

sábado, 17 de outubro de 2015

"Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapasse nossa interação humana, e o mundo terá uma geração de idiotas."
Albert Einstein.



Cabeça abaixada exercendo o verbo tuitar.
Mente ao vento, dando espaço ao pensar.
Olhos  perdem-se sem achar o encontrar.
Sozinha ela ri, sem nem se importar.

Ele observa sem ela notar.
E entrega-se todo nesse longo observar.
E ele a segue, apenas com o olhar.
Mas os olhos não escrevem e ela não deixa os dele falar.

Presos a um único vício. Ímpar.
Ele nem sabe o que é isso. Julgar.
Ela não sabe o que é vida. Amar.
140 caracteres. Calar.

Escrevi esse poema há uns cinco anos  quando estava viciada no twitter. Ele retrata bem a realidade atual após o boom dos smartphones. Pessoas presas ao celular deixando escapar as simplicidades da vida, como flertar... Hoje em dia m incomoda o fato de quando uma amiga vem me visitar  e a primeira coisa que ela pergunta qual é a senha do wi fi rs. O que precisará  acontecer para nos desconectarmos e voltarmos a perceber a conexão que há entre todos os seres?
Ps: não tenho certeza se essa frase é realmente de Einstein, mas essa é uma característica dos grandes gênios, enxergar além...

7 novidades:

uanderesuacronicas .blogspot.com disse...

Não devemos deixa as coisas criarem raízes para retirá-las de nossas vidas. Pois a dificuldade é maior depois para removê-la.
Afinal estamos a falar de algo sério!
Por exemplo:
Vamos falar um pouco de Alguns sites... Que tal o Twitter?
Em inglês, “twitter” é a estranha caixa de sapato onde um velhinho coleciona antigas fotos 3×4 de senhoras, meninas e mulheres que vivem de um lado para o outro com seus tablet plugados na internet, a procura de noticias...
Nesta hora toda a banda larga é inútil, se a mente for estreita.
Devemos usar a tecnologia de forma razoável, ao contrario nos tornaremos alvos dela...
Não é a toa, que a frase da vez é:
Estamos a criar uma geração de cabeça baixa, basta olharmos em bares,restaurantes, shoppings, ruas e avenidas...
Por isso a dica deste poster em forma poetica é uma aviso de que devemos sim darmos atenção as coisas pequenas sim!

Bela postagem Lu!
bj

Bandys disse...

Oi Lu,
Seu poema embora tenha 5 anos
cabe certinho pros dias de hoje.
Ontem mesmo fui jantar fora e todas as mesas
as pessoas mergulhadas nos seus celulares.
Eu de vez em quando vou pro interior de Minas onde nem telefone
normal tem, e eu adoro. Coisas de canceriana, hahaha regida pela lua e suas fazes.
Beijos, muita paz e luz

Débora Teixeira. disse...

Verdade depois que lançaram o whatsapp ,as pessoas não interagem mais.
Todos vivem no mundo virtual.
Adorei seu poema.
Obrigada pelo carinho,em meu blog.
Beijos.

Larissa Fonseca disse...

Belíssima poesia! Gostei do tom crítico e concordo com ele. As pessoas estão, em sua maioria (infelizmente), se esquecendo do que é realmente viver.

Gabriela Furtado disse...

Um tapa na cara esse poema, hein moça?
Tão verdadeiro...
A gente perde cada vez mais as coisa boas da vida
Beijos

Ane Cristina disse...

Oi Lu. Não quero que pareça um elogio "devolvido", mas eu também amei o nome do seu blog. Gostei muito do seu texto e me pego pensando sobre isso constantemente, principalmente quando estou numa mesa e eu sempre (sempre) sou a única que não está mexendo no celular. Eu olho ao redor e percebo que desenvolvemos um novo tipo de solidão, que parece ser pior ainda, né?!

(Ah, e eu expliquei lá no blog o significado do nome! haha)

Um beijo <3

ultracrepidante.blogspot.com

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Lu.. perfeita poesia.. muito disso tento tb retratar em poesias..
fiz soneto ao celular, zumbilandia, humanos controlados, ~shpis,tudo com base nisso..
não tenho celular, passo de bicho do mato.. mas não sou eu que deixo de viver para ficar numa telinha, tenho facebook meio contra a vontade.. nada além dele e do blog, meu irmão tem smartphone.. e sei como é.. já tive que descer da calçada várias vezes pra não bater com pessoas sem rumo com a besteirinha na mão.. tenhas um feliz dia.. bjs e até sempre

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket