O aborto da alegria.

segunda-feira, 9 de março de 2015

O céu deveria cair sobre nossas cabeças
Para aprendermos a sermos humanos.
A criança chora porque não tem sobremesa,
Preenchendo-se de desejos insanos.
Enquanto tantas nem sabem se a janta vem.
Uns querendo sempre mais do que tem,
Tudo para seu único e próprio bem.
Sem  querer entender de verdade o horror que se vê.
Sem querer entender as lágrimas de um povo.
Em meio a multidão mais um está morto.
Enquanto alguns escondem-se em suas blindadas cascas de ovo.
A bala dos homens da lei mata "sem querer."
Matam sorrisos, a alegria sofrendo um aborto.
Nas ruas o fogo queima saindo de nossos corações.
A fumaça polui e destrói nossos cidadãos.
Enquanto é travada a luta vergonhosa pelo maior poder.
Sem mais entender o que é de verdade viver.

Acho que fiz esse poema há uns 10 anos, mas dando uma olhada nos meus arquivos, o li e percebi o quanto ele é atual e expressava o que eu vinha sentindo em relação a esses casos,que vem ganhando um pouco mais de visibilidade nos telejornais, de policiais matando inocentes. Se há 10 anos isso já indignava a mim e a tantas outras pessoas, é notório o quanto é falha a preparação das pessoas que tem obrigação de defender a sociedade e não amedrontá-la, fazendo-me lembrar de uma reportagem na qual crianças marginalizadas diziam o quanto temiam a polícia. É visível que é preciso ultrapassar esse modelo de treinamento humilhante e subjugante com ênfase nas hierarquias, para isso não continuar perpetuando-se nas ruas. É necessário mudar a base dos sistemas de polícia e carcerário, porque só se regenera um ser humano tratando-o com dignidade. E enquanto houver esses jornais sensacionalistas alienadores com suas frases de "bandido bom é bandido morto", a parte da sociedade que não presencia a realidade de perto ainda vai continuar achando normal alguns inocentes morrerem ou nem se importarão com isso...

9 novidades:

ticoético disse...

Concordo contigo no que tange a polícia e o sistema carcerário, mas acho que precisamos também de uma mudança drástica nas bases da lei e da educação,pois jamais teremos um sistema decente se não formarmos pessoas com um bom discernimento e que tenham uma lei rígida pra orientação.
Ma'enfim,teu poema foi e é ótimo pra nós,porque precisamos nos ligar muito mais na realidade que realmente importa.

Abraço!

Erica Ferro disse...

Eu fico perplexa com tanta gente que morre "de graça", sem dever nada. Ainda que devesse, a função da polícia não é matar, mas sim prender. E que se tenha o mínimo de dignidade nessa prisão, o que não acontece em muitas cadeias. "Ah, mas é bandido, tem que se lascar...". E é? "Bandido bom é bandido morto". E é? Quem diz isso, é porque certamente nunca foi preso ou não tem um parente próximo preso. E o que dizer de gente que vai presa sem dever nada e passa anos pagando por um crime que sequer cometeu e aí sim sai da prisão revoltada e pronta pra tocar o terror? É dureza.
Há muitas falhas não só no policiamento, como no sistema carcerário etc. Na verdade, nada vai mudar significativamente enquanto a educação não for prioridade no país.

Esse vídeo do Porta dos Fundos casa bem com o seu post: https://www.youtube.com/watch?v=RXJb5n3h8rg

Beijo!

Blog || FanPage

Moacir Willmondes disse...

De fato! Continua bem atual, Lu.

Abs!

Bandys disse...

Enquanto o povo brasileiro se negar a falar, ouvir , entender e questionar sobre política, estaremos fadados a sermos meros marionetes , manipulados por uma escória onde o único propósito é o lucro da bilheteria.
Bem atual se post, lu

beijos

— Samantha Sousa disse...

"O céu deveria cair sobre nossas cabeças"
Tua frase definiu bem o que tem que acontecer pra tudo mudar.
Só o céu caindo, só algo muito forte pra acordar o povo brasileiro.
Mas sempre me pergunto:
quantas vidas inocentes ainda vão acabar por causa da burrice de muitos, quantas?
Isso é frustante.

bjão, moça ;*

Fábio Murilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fábio Murilo disse...

Bem atual, Lu. Beijos!

Marisete Zanon disse...

É triste esse panorama e creio (infelizmente) que sempre será assim do jeito que caminha a humanidade. lamentável. Sobre a forma do poema parece Rap. Gostei de tudo.
Volto. Abraço!

Simone Lima disse...

Lu, muito tocante teu poema. O que está acontecendo é muito preocupante. Pouco se vê de fé na humanidade, nesses tempos, pq de uma maneira ou de outra, e infelizmente nao é de agora, o homem é o lobo do homem...

Beijoo'o

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket