Espero.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

"Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a última a saber de ti
Se todo mundo sabe quem te faz
chegar mais tarde
Eu já cansei de imaginar você com ela
Diz pra mim
se vale a pena, amor
A gente ria tanto desses nossos desencontros
Mas você passou do ponto
e agora eu já não sei mais..."
___________________________________Los Hermanos



Mais uma vez com os olhos molhados.
Amor não deveria trazer tanta agonia,
De não te ver de manhã aos sábados.
De não te ter nesse meu dia-a-dia.

Querendo te contar sonhos sem importância,
No vai e vem do amanhecer.
Querendo encontrar constância,
Nesse mousse que não quer ser pavê.

Te ver partir aos braços de outro alguém,
Deixando-me juras para esse futuro aquém.
Deixando o teu cheiro na fronha
Que enxuga as lágrimas e sufoca a vergonha.

E a revolta me toma, e os sentidos me encontram.
Agora já não mais te quero!
Cansei de te ter nesse meu faz de conta.
E fingindo que não, espero.


2 novidades:

Léo Santos disse...

Calma, guria, tudo irá se resolver! E o melhor é que enquanto as coisas vão mão tu podes poetar ouvindo Los Hermanos!

Um abraço!

Eraldo Paulino disse...

Ando num momento completamente apaixonado por Los Hermanos.

Teu poema casou muito bom com a letra de Camelo.

Mas, como disse o caro Leo acima... A vitória não teria a menor graça sem os desafios.

Bjs!

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket