Ora talvez.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Deitado, com ela sobre o meu peito, acariciando seus cabelos, falei:
- Eu te amo.
O silêncio dominou cada partícula do ambiente, sentia sua respiração suave e ele me encomodou pela primeira vez, tive que cortá-lo.
- Tu me amas?
Ela levantou a cabeça calmamente e fitou-me. Via reticências em seu olhar.
- Talvez. - E voltou para a posição anterior.
Talvez? Uma palavra tão cheia de vazios em cada sílaba e movimentos labiais para dizê-la. Se Einstein talvez quisesse descobrir a lei da gravidade? Se o homem talvez fosse a lua? Como se fosse possível juntar o sim e o não em uma mesma forma sem querer parecer paradoxal.
Talvez(s) te deixam estático em um presente imperfeito, pensando em futuros inatingiveis.
O talvez sai da boca tão carregado de pena, tão com aquela vontade de ser um não. Quantos talvez nunca se transformaram na borboleta do sim e morreram no casulo?
E é melhor viver de talvez do que sofrer com nãos que são ditos e depois esquecidos? Porque tudo, tudo passa. O talvez, ele não quer passar, não quer evoluir, nem andar pra trás, quer ser sempre aquela piada que já não tem mais graça.
Levantei em direção a porta, ela perguntou:
- Você volta?
- Talvez.

-
Textinho meio mal feito, até um pouco sem nexo, mas tava com o talvez na cabeça.

pega esses teu talvez e enfia no cú!

3 novidades:

Barbara Salvan disse...

Caramba :O Pode parecer mentira o que eu vou contar, mas esse texto foi exatamente o que aconteceu quando eu e meu namorado terminamos no começo do ano. O amor era algo que ele não sabia que sentia por mim, e precisou me perder pra dar conta de que depois de dois anos de namoro, ele ainda me amava, muito. E agora vamos fazer três anos juntos *-* Ainda bem (:

Parabéns pelo texto, é lindo!

Leticía Gomes disse...

mal feito? nossa, eu gostei pra caramba.

principalmente na primeira definição de talvez, calguma farse com paradoxo, ficou lá atras, rs.

to meio sem tempo, lury, só com tempo pra ler direito os blogs que gosto muito. esse é um deles, mas mesmo assim não to dando conta muito bem =/

vou dar uma lida nos de baixo.
beijos.

Ana Agarriberri disse...

Mal feito? Belo texto, isso sim. Seguindo-te. Beeejo,beeeejo.

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket