Amor

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Não, acho que estás te fazendo de tonta
Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir.
Chico Buarque.



O meu mundo foi criado por você que não está aqui.
Minhas palavras foram ditas, mas você não conseguiu ouvir.
Meus olhos estão abertos, mas porque eu não te vi?
Minha mente está funcionando, mas eu não consigo sentir.

Meu coração está batendo e parece que vai sair.
Minhas pernas estão tremendo, mas eu não consigo me infligir.
Minha cabeça está doendo, eu não sei para onde ir.
Estou com muito medo e não consigo fingir.

Estou desesperada, eu só queria te seguir.
Queria trilhar seu caminho e não te deixar partir.
Queria passar noites em claro, meses sem durmir.
Queria que você não pudesse mentir.

Queria entender o que se passa porque ainda não comprendi,
Como você pode me esquecer se ainda não te esqueci?
Como você pode não me querer se só sei pensar em ti?

O que posso fazer se ainda não me empedi
De sair gritando pelas ruas que não te perdi?
O que eu queria mesmo é fazer você admitir

Que o que eu sinto não se encontra por ai.
É algo tão grande que não se tem proporção
É uma palavra pequena, e se encontra no coração.

5 novidades:

Emili disse...

Lindas palavras!

Mari E. disse...

Q fofo o poema! Adorei!

Dany disse...

Adorei o blog, os textos, tudo...
Coincidentemente usamos a mesma música do legião para definir o blog, mas também... quais são as palavras que nunca são ditas, né?? rsrs
Bjo gde (estou seguindo vc)

Grafite disse...

"O meu mundo foi criado por você que não está aqui."

muito bom!
adorei...

beiijo,
*.*

Erica Ferro disse...

Um poema 'cute', apaixonado. :D

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket