Garota do asfalto.

quinta-feira, 17 de junho de 2010


Tom Jobim não descreveria tão bem essa menina.
Ela é cheia de graça, mas essa graça que é só minha,
Escondida por trás da marra, ali na entrelinha
Dos teus lábios até esse olhar "de não me apurrinha."

É musa do asfalto, nem procura perfeição
Mas esta a encontra sem querer, ali na contramão,
No envergar dos joelhos, na falta do medo ao descer a ladeira.
Nem nota a minha presença, no esbarrar ali nas beiras.

E meu coração dá um ollie toda vez que a vê
Entrando no metrô em câmera lenta, essa parada tão clichê
Do exalar amor, dos anjos cantando, do céu em degradê,
O pior que é isso que eu sinto, dá vontade até de morrer.

Sinto-me tão bobo, só de pensar em te falar.
Não és desse tipo " Avril" de garota, não curte esse blá-blá-blá.
E essa bossa-nova, em segredo, fica na minha cabeça a tocar
"É a coisa mais linda que eu já vi passar... "


-
saudaades dos meus tempos de skate...

7 novidades:

Manuh *.* disse...

ameiii xxx

meus instantes e momentos disse...

muito bom teu blog..
foi bom vir aqui.
Maurizio

Sara disse...

Tá muito bom hein, a garota é a da vida real, atual e despojada...e tu, não fiques na saudade, agarre num SKATE e curta momentos felizes, só se vive uma vez, e é tão curtinho, só nos damos conta no fim...beijinhos

disse...

HAHAHAHA... legal, curti. :D

Ludmilla Souza disse...

Nossa...Muito bom!!Adoreii

Jeysi Garcia disse...

Adoro os teus textos. Saudade de vir por aqui. Cara noooova.

Eraldo Paulino disse...

Sabe como se diz que uma coisa é ótima aqui no norte? firme!

Teu poema é Firme!

Gosto dessas coisas sem frescura que ainda assim não deixam de ser sensíveis...

Bjs!

Postar um comentário

e ai alguma novidade?


obs: comentem sobre o texto
elogios e críticas são bem vindos, contanto que leiam e mostrem sua opinião.

sigam-me no twitter: @lusampaiiio

 
Design by Pocket